domingo, 15 de fevereiro de 2009

MY NAME IS HARVEY MILK AND I'M HERE TO RECRUIT YOU!

Ainda não tinha escrito nada sobre o filme, que já o vi há umas semanas, mas hoje estive a ver o fim porque há umas semanas estava meia a dormir e não me lembrava bem. Quando acabei fui pesquisar umas coisas na net e encontrei este artigo de Dan Nicolletta, amigo de Harvey Milk, que o acompanhou nos tempos em que este começou a luta pelos direitos dos gays (como Milk gostava que se chamasse). Achei interessante e fica aqui para quem queira ler.

Sean Penn está simplesmente brilhante e tem uma actuação que roça quase a perfeição.
Confesso que me fez alguma "confusão" este filme (talvez por ver Sean Penn num papel que nunca imaginei ver), mas Gus Van Sant realizou um bom filme sobre uma história verídica, sobre um tema cada vez menos (ou cada vez mais) contorverso.
Não é a primeira vez que esta história é contada em filme. O documentário The Times of Harvey Milk, de Rob Epsstein, arrecadou um Óscar em 1984.
Milk, na minha opinião, consagrou Sean Penn e só comprova que ele é um dos melhores actores da actualidade, senão mesmo o melhor. Ainda não vi todos os filmes cujos actores principais estão nomeados para Oscares (Brad Pitt fica bem atrás), mas o Sean Penn merecia-o, independentemente das outras 4 actuações.

2 comentários:

Mlee disse...

Bom post.
O artigo do Nicolletta para o qual remetes, é bem interessante.

beijinhos

Cortes disse...

É interessante, não é? Também achei. Uma pessoa quando perde um bocadinho de tempo na interne encontra coisas bem interessantes, no meio de tanto lixo!! Daí ter que se perder algum tempo.
Beijinhos