segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

O ARREPENDIMENTO NÃO MATA, MAS MÓI

O tempo passa e as pessoas também vão passando... mas o arrependimento fica sempre... E há coisas e pessoas que escolhemos para marcar um momento da nossa vida, que nunca podemos mudar e teremos de viver com elas para sempre.

8 comentários:

Mlee disse...

O arrependimento é, acima de tudo, um meio de aprendizagem e se olharmos para aquilo de que nos arrependemos a esta luz, o arrependimento deixa de o ser.

É só uma ideia ... nada daquilo de que somos feitos é desperdício.

Cortes disse...

Concordo em parte contigo... Acho que nada do que fazemos ou do que somos feitos é um desperdício, aliás aprendo com tudo o que faço e com tudo o que me arrependo, mas não acho que o arrependimento alguma vez o deixe de ser, pelo menos não é o que sinto, nem nunca senti.

Mlee disse...

Não vale a pena Joana ...tás a ver a parte do moer? Não acrescenta nada que não seja moer ...

Ditavora disse...

Joaninha as coisas e as pessoas, têm a importância que nós lhes atribuimos.Eu concordo com a Nono, faz parte da vida os desgostos e arrependimentos, temos somente de aprender com eles, e seguir para a frente .Para mim e que como se o cerebro tivesse gavetas ou compartimentos e cabe a nos arrumar as coisas nas devidas secções, de preferencia não os deixe muito tempo na gaveta " por resolver".Eu muito sinceramente por muito que já tenha passado algumas coisas menos boas, já as pûs para trás, nao tenho arrependimentos nem nada atravessado.Não quero com isto dar nenhum sermão, mas só dizer que nao dês muita importãncia nem deixes que esses assuntos atrapalhem a tua felicidade. Há uma frase celebre que gosto muito e se adapta a qualquer situação na vida " relembrar uma dor passada no presente, é criar outra dor e sofrer novamente".

qualquer coisas, estou aqui

beijos

Ditavora disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Cortes disse...

Mlee e Di,

percebo perfeitamente o que querem dizer e concordo. Nadado que em arrependo estraga a minha felicidade, mas embora não valha a pena, não deixo de pensar que as coisas podiam ter sido de outra maneira e o que mói é nã poder mudá-las e ter que aprender a viver com isso.

Ditavora disse...

Sim concordo,ás vezes tb penso nisso,se tivesse ma maquina do tempo voltava trás e fazia isto e aquilo mas se fosse assim era so facilidades e se calhar não cresciamos, de qualquer das maneiras temos sempre o presente e o futuro para aproveitar da maior maneira.

PS.Apesar disto tudo acredito que há muita coisa do passado que podemos mudar e recuperar, temos é de ter muita coragem

beijos

Cortes disse...

Há escolhas que não podemos mudar mesmo. Estão feitas, não dá para mudar!