terça-feira, 17 de março de 2009

FAMÍLIA

Hoje deu-me para isto e fui ver um mail antigo que tinha na minha caixa de correio.
Algum de nós tem consciência que se morressemos amanhã, a empresa onde trabalhamos substituía-nos dum dia para o outro?
Mas a familia que deixariamos para trás, sentiria a nossa falta para o resto das suas vidas...
Pensando nisto, perdemos mais tempo com o trabalho do que com a familia, um investimento muito pouco sensato.

6 comentários:

Mommy Kiki disse...

Tens toda a razão!!! Ainda ontem, fiquei em casa a trabalhar e a tomar conta da minha filhinha. Se pudesse, não me importava de ganhar metade e trabalhar em casa. Soube tão bem cuidar da casa, dar o almoço à Licas e pô-la na sesta... e depois quando ela acordou, foi a mim que viu e para mim que sorriu. Ai tão bommmmmmmmmmmmmm!!!

Cortes disse...

Ah!! Pois é!! Sabe mesmo muito bem, não sabe?
E sabes quem é que me mandou este mail há uns anos? TU!!
Beijo

Anónimo disse...

O que me dizer das palavras altamente irresponsaveis do papa nazi, em pleno continente africano, a defender o fim do uso do preservativo?
É um louco varrido!!!
Num continente com um nivel cultural baixíssimo, com muitas carências e cheio de sida, as palavras do papa foram palavras assassinas!
Podía e devía ter dito: pratiquem a abstinencia porque o sexo fora do casamento é pecado, mas se forem pecar, USEM O PRESERVATIVO!
POR UMA QUESTÃO DE SOBREVIVÊNCIA!
Ou será que o nazi quer dizimar os pretos pela sida?!

Cortes disse...

Cristo sr Anónimo!! Que palavras carregadas de tanto raiva e ódio!
Nada me identifico com este Papa e por isso nada me identifico com as palavras dele. Para mim também não fazem qualquer sentido.
Contudo, este post nada tinha a ver com esse comentário tão "odioso" sobre o Papa.
A família uma instituição muito mais bonita e muito mais abençoada do que qualquer um das palavras proferidas por Bento XVI.

Antonio Valerio, sj disse...

Sim,é mesmo verdade! Como, de facto, contamos que a família sempre está lá, gastamos energias com outras coisas... penso muitas vezes nisso e é pouco grato da nossa parte não nos lembrarmos disso mais vezes. Cuidar a família é cuidar as nossas origens. Obrigado por recordar! beijinhos

Cortes disse...

Anónio,

para mim a família é o bem mais precioso que tenho e custa-me muito que certas pessoas e "entidades" não me respeitem por isso e não me deixem estar com elas o tempo que quero e preciso. A família para mim é uma prioridade, à frente, mas muito à frente do trabalho.