sábado, 25 de outubro de 2008

UM PRIVILÉGIO


Apesar de na altura ainda não ter acabado o curso, não deixei de visitar o Jardim-de-Infância de São Filipe e exercer aquela que viria a ser a minha profissão. No pouco tempo que lá estive percebi que não tinha errado na vocação e quer mesmo aquilo que queria fazer, apesar de todos os conts que foram aparecendo.

E que privilégio foi este de ser Educadora durante algumas horas numa escola com uma vista de mar absolutamente fascinante!


Este chão preto que se vê é a areia preta do Fogo, como aquela que pisavamos na praia, tal e qual! E era aqui que os miúdos brincavam, como se estivessem na praia, já que este era um sítio que eles pouco frequentavam. Apesar de viverem ao pé do mar raramente lá iam... O mar mete medo a quem não está habituadao a ele...

4 comentários:

Duarte 16 disse...

Lembras-te que os miúdos não sabiam cantar o "atirei o pau ao gato"??ehehe
A directora desta escola foi a cabo-verdiana mais inteligente que eu conheci, a Maria Gomes!! Sem ser a Filu, claro! Acho que devias fazer uma homenagem à grande instituição que é essa senhora no Fogo!!
No post da nossa casa, achei muito mal que não tenhas referido o guarda bêbedo e agressivo que lá morava!! Era realmente uma segurança saber que ele lá estava para nos "guardar"...

Cortes disse...

Claro que me lembro da Maria Gomes, também gostei imenso dela.
Ainda não escrevi tudo sobre Cabo Verde, por isso tenha calma senhor Duarte, que eu vou falar de tudo, até no guarda bêbedo!! E da Filu, claro ;)

manel disse...

Estas duas fotografias trazem-me imensas memórias, já que este jardim de infância foi a nossa "casa" no projecto de 06/07. Fazer projecto é realmente qualquer coisa...

Cortes disse...

Olá Manel,

benvindo ao meu blog ;)
Que bm saber que estas fotografias também te trazem grandes memórias. Fazer Projecto é mesmo qualquer coisa...